Translate

O Menino dos meus sonhos - Capitulo 15 (2.10)



Quinze

ㅤㅤㅤㅤDemi entrou no quarto do hospital e fechou lentamente a porta atrás de si, tentando não fazer barulho para não chamar a atenção do guarda. Sua mão ficou pousada sobre a maçaneta durante um bom tempo, sem que ela tivesse coragem de se virar pra olhar o rapaz deitado na cama.
ㅤㅤㅤㅤ__Coragem Demi__ ela sussurrou pra si mesma__ você precisa fazer isso.
ㅤㅤㅤㅤDemi respirou fundo repetidas vezes e então se virou, ela teve vontade de chorar olhando o corpo deitado ali naquela cama mesmo antes de ver quem era... De alguma forma ela sabia que era realmente ele, talvez pela forma como seu coração batia desesperadamente naquele momento.
ㅤㅤㅤㅤDemi se aproximou da cama a passos lentos, extremamente lentos... Cada passo era uma batida de seu coração, alto e claro, quase ensurdecedor e doloroso. O ar lhe fugiu por um momento quando seus olhos se fixaram no rosto do rapaz deitado na cama. Era mesmo ele... Era Joe.
ㅤㅤㅤㅤ__Oh Deus__ ela sussurrou sentindo sua cabeça rodar, aquilo não fazia o menor sentido.
ㅤㅤㅤㅤEra realmente inconfundível... Aquele rosto, até o perfume era o mesmo, embora ele parecesse muito diferente ali desacordado. Demi se pegou desejando que ele abrisse os olhos, aqueles olhos carinhosos que a confortavam e dissesse que não passava de uma brincadeira... Que nada daquilo era sério.
ㅤㅤㅤㅤDemi se sentou na beirada da cama, algumas lágrimas escapando enquanto ela segurava a mão dele.
ㅤㅤㅤㅤ__O que aconteceu com você?__ ela perguntou baixinho, desejando que ele pudesse responder. 
ㅤㅤㅤㅤ__O que faz aqui?__ Demi se levantou assustada, soltando a mão de Joe ao ouvir uma voz bem atrás de si__ quem é você? O que quer com meu filho? Eu vou chamar a policia.
ㅤㅤㅤㅤ__Não, por favor__ Demi pediu apressada__ não chame a policia... Por favor.
ㅤㅤㅤㅤ__Quem é você?__ a mulher perguntou novamente__ o que faz aqui no quarto do meu filho?
ㅤㅤㅤㅤPor um instante, enquanto olhava praquela mulher Demi pode ver o rosto de Joe... Eles eram muito parecidos. Tinham os mesmos olhos castanhos intensos, a mesma cor escura no cabelo. Ela era linda... Demi podia apostar que tinha o mesmo sorriso encantador do filho.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu perguntei quem é você__ a mulher repetiu impaciente.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu... Eu sou uma amiga do seu filho__ Demi respondeu com a voz baixa, ainda confusa.
ㅤㅤㅤㅤ__Amiga?__ ela não pareceu muito convencida__ quando se conheceram?
ㅤㅤㅤㅤ__Há alguns dias__ Demi respondeu sem pensar e então percebera o erro que cometeu.
ㅤㅤㅤㅤ__Dias?__ a mulher murmurou com impaciência__ meu filho esta em coma há quatro anos, e se isso é uma brincadeira não tem a menor graça... Acha que pode brincar com a desgraça dos outros só porque viu a noticia na TV?
ㅤㅤㅤㅤ__Joe esta em coma há quatro anos?__ ela repetiu surpresa, não esperava que fosse isso tudo.
ㅤㅤㅤㅤ__Quem é você menina? Estou perdendo a paciência aqui__ ela apontou pra porta__ ou responde ou chamo a policia.
ㅤㅤㅤㅤ__A senhora não acreditaria em mim__ Demi disse nervosa.
ㅤㅤㅤㅤ__Tente__ ela deu de ombros__ de onde conhece meu filho?
ㅤㅤㅤㅤDemi não soube como responder aquela pergunta... Podia apostar que como todos os outros aquela mulher ia achá-la completamente louca. Mais ela precisava tentar, aquela podia ser sua única chance de descobrir o que estava havendo. 
ㅤㅤㅤㅤ__Isso vai parecer estranho mais... Eu conheci o seu filho em... __ ela respirou fundo uma vez__ em um sonho.
ㅤㅤㅤㅤ__Como é?__ a mulher a encarou séria, como se não entendesse.
ㅤㅤㅤㅤ__Olha, eu não sou louca Senhora... Eu tenho uns sonhos loucos desde criança, com um cara me perseguindo e me torturando... Eu vou pra um lugar estranho onde eu posso fazer umas coisas e... Isso não importa... O que acontece é que um dia eu fui dormir e encontrei seu filho no meu sonho... Ele salvou minha vida... Mais de uma vez__ ela disse tudo de uma vez, se embolando com as palavras__ eu pensei que fosse só um sonho, mais eu tava assistindo TV e... Eu o vi na televisão... Isso não pode ser coincidência... Quer dizer... É real... É ele... Ai droga, isso faz algum sentido pra senhora?
ㅤㅤㅤㅤPrimeiro Demi pensara que a mulher ia expulsá-la dali, mandar prendê-la... Mais viu algumas lágrimas se formarem no rosto dela e ela respirou fundo, um singelo sorriso surgindo em seu rosto... Tímido, abafado pela tristeza.
ㅤㅤㅤㅤ__Você viu meu filho?__ ela perguntou olhando fixamente pra Demi.
ㅤㅤㅤㅤDemi sacudiu a cabeça concordando.
ㅤㅤㅤㅤ__Ele... Ele estava bem?__ ela sussurrou__ quer dizer... Ele... Como ele estava?
ㅤㅤㅤㅤ__Espera... Senhora acredita em mim?__ Demi estava confusa__ não me acha louca?
ㅤㅤㅤㅤ__Não__ ela sorriu limpando as lágrimas que desceram__ você ficaria surpresa com as coisas que eu ouço, mais eu sei que você fala a verdade... Da pra ver nos seus olhos. E não é a primeira vez que ouço essa história.
ㅤㅤㅤㅤ__Como assim?__ Demi não estava entendendo.
ㅤㅤㅤㅤ__Porque não senta pra que possamos conversar?__ ela sugeriu__ tenho a leve impressão de que temos muito o que falar menina. 
ㅤㅤㅤㅤDemi e a mãe de Joe, que se chamava Denise... Estavam agora sentadas ao lado da cama de Joe. Demi não conseguia desviar seus olhos dele, seu coração doía ao vê-lo naquele estado. Com um monte de agulhas enfiadas na veia e ajuda de tubos pra respirar... O bip irritante da maquina a fizera lembrar do som que ouvira quando ele quase morrera e algumas começavam a se encaixar, embora ainda não fizessem sentido.
ㅤㅤㅤㅤ__Como aguenta vê-lo desse jeito?__ Demi perguntou, a voz sufocada pelas lágrimas que ela prendia, estava lutando consigo mesma pra não chorar, não daquele jeito.
ㅤㅤㅤㅤ__É mais difícil do que parece__ Denise murmurou__ mais tenho que manter a fé de que ele vai acordar uma hora.
ㅤㅤㅤㅤ__O que houve com ele?__ Demi questionou curiosa.
ㅤㅤㅤㅤ__É uma longa história__ Denise segurou a mão do filho, dando um longo suspiro__ começou quando ele tinha uns dez anos. Um belo dia ele acordou todo eufórico, me dizendo que tinha tido um sonho incrível... Que tinha estado num lugar irado, como vocês jovens dizem__ ela sorriu de lado__ eu não dei muita bola... Afinal, era só um sonho.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu queria que fosse só isso__ Demi sussurrou pra si mesma.
ㅤㅤㅤㅤ__Mais ai começou a ficar frequente... Todo dia ele acordava e vinha até mim pra me contar os sonhos. Ele ia sempre pro mesmo lugar, mais aconteciam coisas diferentes. Ele dizia que lá ele tinha o cachorro que tanto queria, mais que eu proibi ele de comprar por causa da alergia... Era o Rex. Também falava que ele tinha todos os brinquedos que queria. Eu só ouvia e sorria pra ele, ficava feliz por ele parecer contente.
ㅤㅤㅤㅤDemi já passara por essa fase, em que tudo eram sonhos bons e lindos... Mais não durara muito tempo, logo ela estava tendo pesadelos e sendo torturada por um maníaco. 
__Mais ou menos um ano depois as coisas começaram a ficar estranhas... Ele acordou um dia e me entregou uma rosa branca, eu perguntei onde ele conseguira e ele me disse que trouxe do jardim que visitara no seu sonho. Eu ignorei, achando que era alguma brincadeira de criança, mais ele passou a trazer uma flor diferente todos os dias e eu não entendia.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu também não entendi a primeira vez que acordei e a flor que ele me deu estava lá, como se fosse de verdade__ Demi comentou distraidamente__ achei que tinham sido meus pais.
ㅤㅤㅤㅤ__Ele te deu uma flor também?__ Denise perguntou interessada.
ㅤㅤㅤㅤ__Uma rosa branca e uma vermelha__ ela respondeu__ disse que era pra eu me lembrar dele... Eu ficava triste quando tinha que acordar, porque ele ia desaparecer. Ai ele disse que estaria comigo sempre, e que eu podia vê-lo quando quisesse... Que só precisava fechar os olhos.
ㅤㅤㅤㅤDenise respirou fundo mais uma vez tentando conter as lágrimas, ouvir falar assim de seu filho era doloroso... Afinal fazia quatro anos que ela só o via deitado naquela cama... Inconsciente. Não restara nada daquele menino alegre que ela tanto amava... Haviam tomado isso dela.
ㅤㅤㅤㅤ__O que aconteceu depois?__ Demi perguntou querendo acabar com o silencio incomodo que surgira.
ㅤㅤㅤㅤ__Ele começou a acordar com marcas__ Denise prosseguiu apertando um pouco mais a mão do filho__ ia dormir bem e acordava todo machucado. Quando eu perguntava o que tinha acontecido, ele dizia que tinha sido o homem dos olhos vermelhos, dizia que ele o torturava e fazia perguntas que ele não entendia... Que o mandava fazer coisas que ele não gostava e que quando não obedecia ele o machucava. Eu não acreditei__ ela se culpou__ achei que fosse mentira dele, e toda vez que ele repetia essa história eu brigava com ele... Até que um dia ele parou de reclamar. Acho que se cansou de tentar me avisar... Ele só acordava machucado e não dizia nada, ficava triste pelos cantos e eu simplesmente parei de perguntar. 
ㅤㅤㅤㅤ__Não foi sua culpa__ Demi tentou amenizar sua dor__ você não sabia.
ㅤㅤㅤㅤ__Foi minha culpa sim, porque ele tentou me avisar e eu não ouvi... Eu o via todo dia com medo de fechar os olhos e não dizia nada, ficava quieta e ignorava, achando que era pirraça e que ia parar__ ela fez cara de nojo, tinha nojo de si mesma por não ter ajudado o filho quando ele precisava__ os anos foram passando e ele foi melhorando... Já não aparecia com marcas, mais continuava assustado, preocupado com tudo... Foi um adolescente quase normal. Às vezes ele apagava do nada, ficava fora de órbita como se tivesse sonhando acordado... Mais fora isso, mais nada.
ㅤㅤㅤㅤEra incrível... Eram exatamente as mesmas coisas que aconteciam com ela... Exatamente do mesmo jeito.
ㅤㅤㅤㅤ__Foi a quatro anos__ Denise olhou pra Demi entristecida__ ele tinha quinze anos... Tinha saído com os amigos, chegou em casa cansado e foi dormir. Ele simplesmente fechou os olhos e não acordou mais. Fiz de tudo pra acordá-lo mais nada adiantou... Eu entrei em desespero, em choque quando o médico disse que ele estava em coma, que não sabia o que tinha causado, e que tinha chances de ele nunca mais acordar. Eles não sabiam o que tinha acontecido... Mais no fundo eu sabia.
ㅤㅤㅤㅤ__A senhora sabe... O que são esses sonhos?__ Demi perguntou esperançosa.
ㅤㅤㅤㅤ__Não, mais eu sei que é por causa disso que meu filho esta desacordado... De alguma forma ele ainda esta ali, preso dentro da própria mente, eu sei disso... Você é a prova que me faltava__ ela sorriu__ e se você pode falar com ele, talvez tenha um jeito de fazê-lo acordar... Ele não disse nada a você?
ㅤㅤㅤㅤ__Não, ele não queria me contar... Descobria verdade sobre ele pela TV__ Demi deu de ombros__ ainda não o vi depois disso, eu precisava... Ver pessoalmente pra poder ter certeza que era real, que eu não sou louca.
__Você não é louca querida... Eu cheguei a pensar que meu filho fosse... Achava que eram só sonhos, que ele era perturbado, mais eu te garanto que tem algo a mais embora eu não saiba o que é... Sinto muito não poder te responder, mais fico feliz de conversar com você... Talvez eu possa pelo menos evitar que o que aconteceu ao meu filho se repita.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu só gostaria de entender como posso conversar com ele... Não faz sentido.
ㅤㅤㅤㅤ__Às vezes é preciso acreditar o impossível querida__ Denise segurou sua mão__ é por isso que ainda estou aqui, porque eu acredito que ele ainda pode acordar. Acredito que um dia ele vai abrir os olhos e vou ouvi-lo me chamar de mamãe de novo. A esperança é que nos mantêm vivos.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu meio que me cansei de ouvir isso__ Demi suspirou__ ter esperança não me ajudou em nada até agora.
ㅤㅤㅤㅤ__Mais ter esperança te trouxe até mim... Graças a você sei que de algum jeito meu filho continua vivo ai, e você agora não esta sozinha nisso. Não sei como, mais ficarei feliz em ajudá-la como puder.
ㅤㅤㅤㅤ__Obrigada__ Demi sorriu agradecida, era bom saber que podia contar alguém... Alguém que acreditava de verdade nela e não a achava completamente maluca__ eu prometo pra você Denise, que vou achar um jeito de fazê-lo acordar. Eu vou trazer seu filho de volta, não importa o que isso me custar.
ㅤㅤㅤㅤE Demi realmente estava disposta a fazer o que fosse preciso... Se Joe era realmente real e estava preso naquele lugar, seja lá o que ele for, ela o traria de volta, ela o libertaria nem que custasse sua vida... Por que mesmo sem nunca ter falado com ele pessoalmente, sua vida e seu coração já eram dele... Completamente. 
ㅤㅤㅤㅤQuando Demi finalmente saiu do quarto o guarda já não estava mais lá... E Selena estava sentada em um banco perto da porta esperando enquanto analisava as unhas... Estava meio descabelada e com um sorrisinho no rosto.
ㅤㅤㅤㅤ__Desculpe pela demora__ Demi pediu sem jeito.
ㅤㅤㅤㅤ__Ah não tudo bem__ Selena sorriu alegremente__ nem notei que você demorou.
ㅤㅤㅤㅤ__O que houve com você?__ Demi perguntou desconfiada.
ㅤㅤㅤㅤ__Não vamos falar de mim né?__ Selena fez careta passando a mão no cabelo__ o que houve com você lá dentro? Eu vi a mulher entrar mais nem deu pra impedir... Sabe... O guarda tava de olho e eu tinha que vigiá-lo.
ㅤㅤㅤㅤ__Era a mãe de Joe__ Demi respondeu__ é uma longa história, porque não vamos pra casa e eu te conto no caminho? Ai você aproveita e me conta que furacão passou e te desarrumou toda.
ㅤㅤㅤㅤ__O nome era Charlie__ ela sussurrou baixinho__ mais acho que vou ligar praquele taxista simpático.
ㅤㅤㅤㅤ__Ótima ideia__ Demi concordou.
ㅤㅤㅤㅤAssim as duas saíram de braços dados do hospital... Demi precisava chegar em casa, pois tinha mais um assunto pra resolver. Mais pra isso ela precisava estar de olhos bem fechados

1 comentários:

  1. ����pft postalogoo❤️����❤️

    ResponderExcluir

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré