Translate

Save Me - Capitulo 5


                               Capítulo 5


I never thought I'd be speaking these words, i never thought I'd need to say...
Eu nunca pensei que estaria pronunciando estas palavras, eu nunca pensei que precisaria dizer...


Joe estava jogado no sofá da sala... A mesma roupa que usara no dia anterior quando fora à casa de Demi. Sua cabeça doía muito, dificultando até que ele pensasse. Mais era bem feito... Ele tinha pedido por isso, fora estupidez achar que depois de tudo Demi ia querer vê-lo. Passara a noite toda enchendo a cara, afogando as mágoas na bebida... Já fazia um tempo que não fazia isso por recomendação de Charlie... Mais pra ele agora não fazia muita diferença.
Quando ia se levantar pra ir tomar um banho ouviu uma batida tímida na porta... Miley pensou ele. Fora ela que lhe trouxera pra casa na noite anterior quando não conseguia se agüentar nas próprias pernas... Devia ter voltado agora pra lhe passar o sermão.
Caminhou até a porta pronto pra mandá-la embora... Mais quando a abriu os insultos ficaram presos na garganta.

_Oi_ Demi disse timidamente.
_O que esta fazendo aqui?_ ele perguntou confuso... Até onde ele sabia, ela não queria o ver nunca mais.
_Queria conversar com você_ ela disse sem jeito.

Joe achou estranho depois da discussão que tiveram ontem ela resolver conversar... Mais não discutiu e deixou que ela entrasse. Os dois caminharam em silencio até a sala... Demi foi observando tudo durante o caminho, há muito tempo que ela não entrava naquela casa e tudo estava igual como da ultima vez... Exceto pelas fotos. Antigamente havia várias fotos dois e até mesmo dela espalhadas pela casa... Agora só tinha um vazio.
_Porque veio aqui?_ ele perguntou quando pararam no meio da sala.
_Queria me desculpar por ontem_ ela disse.
_Se desculpar comigo?_ ergueu a sobrancelha.
_Eu fui muito grosseira com você_ explicou.
_E com toda razão... Eu não devia ter aparecido por lá... Foi idiotice minha.
_Não_ ela interrompeu_ Olha Joe... Você me magoou muito.
_Eu sei disso, não precisa ficar me lembrando_ suspirou.
_Mais não é por isso que devo te tratar mal.
_Ah não?_ perguntou confuso_ não é isso que eu mereço?

Ele estava confuso... Sabia que merecia cada palavra que ela dissera... Cada insulto. Aquilo não era nada comparado com o que ele realmente merecia.
_Quando eu fui embora... Prometi a mim mesma que não deixaria isso estragar minha vida. E eu consegui sabe? Refiz minha vida e me livrei das lembranças ruins... E... Não quero ficar discutindo com você toda vez que nos encontramos_ suspirou.
_Isso quer dizer que... _ ele respirou fundo_ Você me perdoa?

Fez-se silencio enquanto os dois se encaravam... Uma leve esperança surgindo dentro do peito de Joe. Demi analisou com cuidado a pergunta... Ela não queria que ficasse um clima ruim entre eles... Joe apesar de tudo fora uma pessoa importante em sua vida. Só que também foi o responsável pela maior tristeza que já sentiu e por mais que tentasse... Que dissesse que não aquilo ainda a atormentava era mentira... Ainda doía.

_Não sei se posso te perdoar Joe_ ela confessou, a esperança de Joe sumindo do mesmo modo como viera.
_Mais você disse que...
_Eu disse que não quero mais brigar com você... Não é bom pra nenhum de nós. Mais não quer dizer que te perdôo.
_Eu entendo_ forçou um sorriso.
_Não é assim tão fácil Joe... Essas coisas levam tempo e...
_Já fazem dois anos_ ele a lembrou.
_E eu passei esses últimos dois anos te odiando... Não pode esperar que eu simplesmente esbarre em você no meio da rua e...
_Não precisa dizer mais nada_ ele a interrompeu já sentindo uma estúpida vontade de chorar.
Joe se abaixou no sofá, escondendo o rosto nas mãos... Uma lágrima teimosa desceu enquanto sentia seu coração protestar a decepção. O sufoco voltando... Tentou respirar fundo algumas vezes mais nada daquilo parecia diminuir sua dor.

_Joe...
_Sabe_ ele a interrompeu novamente, ainda com a cabeça baixa_ eu nunca pensei que diria isso mais... Eu tenho vergonha da minha vida, de mim mesmo.
_Vergonha?_ ela questionou confusa.
_Olha pra mim Demi_ ele pediu erguendo os olhos pra encará-la_ O que você vê?

Ela via um homem muito diferente do Joe que amou, ele sempre fora cheio de vida, alegre... Agora ela via alguém cansado... Triste... Mais ela não queria dizer isso a ele.

_Não sei_ sussurrou.
_Pois eu posso dizer o que eu vejo quando me olho no espelho_ ele riu, mais não tinha graça alguma no que estava dizendo_ Um nada, é isso que eu vejo.
_Não fala assim_ ela pediu, não importava que sentisse raiva dele... Não gostava de vê-lo assim, nunca gostou.
_Mais é isso Demi... Eu não sirvo mais pra nada_ disse tristemente_ não tenho ninguém que se importe comigo... Não tenho nada.
_Você tem um monte de gente que te ama... Muitos amigos e...
_Eu tinha... Isso já faz um bom tempo_ suspirou_ eu causo repulsa em todos agora... Ninguém me liga, ninguém me visita... Ninguém se importa se estou vivo ou morto e se passam por mim na rua fingem que não me viram.

Conforme ele ia falando o coração de Demi ia ficando apertado... Tinha pena dele... De vê-lo assim. Nunca imaginou Joe Jonas, o cara carismático nessa situação. As coisas realmente tinham mudado em sua ausência.
_Eu estou sozinho Demi_ suspirou_ e minha vida não faz mais diferença pra ninguém.
_E sua família?
_O único que ainda lembra que existo é o Nick_ forçou um sorriso_ até mesmo minha mãe me esqueceu. Mais eu não a culpo... Eu também teria vergonha de ter um filho como eu.
_Para com isso por favor_ ela pediu_ não me faça sentir culpada.
_Não sinta culpa Demi... Porque você não tem culpa de nada... A culpa é minha e só minha. E eu mereço tudo isso_ suspirou.
Demi abriu a boca pra falar... Mais nada saiu.
_Pelo menos vai acabar logo_ ele sussurrou pra si mesmo, mais Demi pode ouvir.

Ela ficou por um minuto se pergunto o que ele queria dizer com... Vai acabar logo e também não deixou de reparar na cara de cansado dele... O jeito como parecia ter dificuldade pra respirar. Isso lhe deixou intrigada, mais não comentou... Não era da sua conta. Ela nem devia estar ali afinal de contas.

_Bom eu... Tenho que ir_ sussurrou sem jeito.
_Tudo bem_ ele concordou sem olhar pra ela_ Obrigada por vir aqui.
_Não me agradeça.

Joe a acompanhou em silencio até a porta e ela saiu sem olhar pra trás... Não conseguia mais olhar por rosto dele, partia seu coração. E se viu dividida entre a raiva e a pena.
Assim que ela sumiu pela porta Joe a fechou e se escorou nela, escorregando até o chão. Era tão ridículo... Nunca pensou que um dia chegaria a sentir pena de si mesmo. Que teria vergonha da sua vida... Não queria que Demi lhe visse desse jeito, mais agora era tarde pra se arrepender. A besteira já havia sido feita e não havia mais volta. Sua vida acabaria em breve, e junto com ela as lembranças e todo o sofrimento. Mais ele não morreria em paz... Não sem ouvir o eu te perdôo que tanto desejava e que agora tinha certeza que não teria.
 


4 comentários:

  1. Chorando horrores. Tadinho. Ele nao vai morrer neh ! :'(:'(:'(:'(:'(
    por favor posta mais

    ResponderExcluir
  2. Tadinho do Joe......posta logoooooo please

    ResponderExcluir
  3. nossa q triste
    aiiiii a demi tem que perdoar o joe e eles tem que ficar juntos logoooooo
    ameiiiiii
    posta logo
    xoxo

    ResponderExcluir

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré