Translate

Perfectly - Capitulo 7



Capítulo 7 – Autorização



Selena chegou em casa animada com a ideia do passeio e foi direto falar com os pais.

_Então, posso ir?_ perguntou esperançosa.
_Eu não sei se é uma boa ideia_ sua mãe falou.
_Mas por quê? Todo o pessoal da escola vai, meus amigos.
_Você faz amigos muito fácil né?_ o pai dela sorriu.
_Por favor, eles são os únicos que conheço, o que vou fazer as minhas férias todas em casa?
_Ta bem, se você quer tanto, pode ir.
_Jura?
_Juramos_ disseram em coro.
_Vocês são os melhores pais do mundo.
_Puxa saco_ sua mãe revirou os olhos.

Ela assinou a autorização e entregou a filha, prometendo cuidar do pagamento depois. Ela correu animada pro seu quarto, uma viagem com os amigos seria muito interessante e divertido. Enquanto isso na casa da Demi...

_Vocês vão assinar ou não?_ Demi perguntou impaciente.
_Você não esta merecendo muito_ Daiana disse.
_Ah, qual é.
_Deixa mãe_ Dallas pediu.
_Assina logo isso_ Patrick disse_ Vai ser bom ter um mês inteiro só pra nós, sem a perturbação dessas duas, só paz e tranqüilidade.
_Ta bem.

Ela pensou mais um minuto, então resolveu assinar. Entregou o papel nas mãos das duas.

_Valeu gente_ Dallas agradeceu animada.
_Vai ser bom ficar um mês sem ver vocês_ Demi sorriu e subiu pro quarto.
_Garota mal educada, cruz credo.
Na casa dos Jonas...

_E então?
_Eu não devia deixar você ir Nick_ Denise disse.
_Mas por quê?
_Pelo trabalho. Você não deveria perder nada.
_Ah, qual é, não é justo. Vai demorar até eu me formar um advogado e trabalhar. E além do mais até os escravos tem descanso.
_Bom, acho que tem razão. Mais não acostuma.
_Love you mãe_ deu um beijo na bochecha dela.

Ela assinou a autorização de cada um e entregou na mão deles. Joe já ia pro quarto quando sua mãe o chamou, ele se virou pra ela desconfiado.

_Joseph, volta aqui.
_Joseph? Olha, seja lá o que for não fui eu_ levantou os braços pra demonstrar inocência.
_Não é isso, eu e seu pai queremos falar com vocês três.
_Qual é o assunto?_ Kevin se interessou.
_Vocês lembram do quartinho da bagunça?_ Paul perguntou.
_Claro_ disseram em coro.

O quartinho da bagunça era uma cômodo que ficava ao lado da garagem, onde eles guardavam as tralhas, coisas velhas... Bagunças, como o nome diz.

_Eu mandei a Shirley esvaziá-lo, ele agora esta limpo e vazio.
_E por quê?
_Como vocês tem se comportado, nada de problemas, resolvemos lhes dar um presente_ Denise sorriu.
_Presente?
_É que vocês ensaiando com a banda de vocês aqui no meio da sala não tava funcionando.
_Vocês não vão proibir agente de...
_Não_ Paul interrompeu_ Nós estamos dando o quartinho da bagunça pra vocês, pra que vocês reformem e transformem no estúdio de vocês. Pra que vocês possam ensaiar.
_Isso é alguma brincadeira? Cadê as câmeras?_ Kevin falou impressionado.
_Não é brincadeira, o quartinho é de vocês.
_Fala sério.
Os três comemoraram juntos pelo presente, era o sonho deles ter um lugar descente pra ensaiar.

_Vamos começar agora_ Kevin disse de repente.
_Como é?_ Nick olhou espantado.
_Comprar as tintas, ver a decoração, o que temos a perder?
_Eu to dentro_ Joe concordou na hora.
_Eu também_ Nick disse.
_Ótimo, vamos nessa.

Os três saíram de casa juntos e correndo, sem dar bola quando a Dallas perguntou aonde iriam, entraram no carro de Joe e saíram felizes da vida.

_O que foi que deu neles?_ Demi perguntou.
_Sei lá? Eles saíram juntos mais não disseram pra onde iam. Tavam muito alegres.
_Os três, juntos e felizes?_ Demi perguntou.
_É.
_É sobre a banda.
_Como você sabe?_ olhou a irmã de forma curiosa.
_É a única coisa que mantêm aqueles três juntos, felizes e sem discussões_ explicou.
_Faz sentido_ deu de ombros.

As duas entraram em casa e se sentaram na frente da TV.
_Demi, posso te fazer uma pergunta?
_Claro. Desembucha_ sorriu.
_Você é...
_Sou...?
_BV?
_Como é?_ começou a rir.
_É sério, é que eu nunca vi você com ninguém e você tem todo esse jeito de...
_Garoto?
_É.
_Eu não sou BV Dallas. Já faz um bom tempo que não_ revirou os olhos.
_Sério? E com quem foi que você perdeu o BV?_ perguntou interessada.
_Eu tenho mesmo que te contar isso?_ fez careta.
_Qual é, deixa de ser careta, eu sou sua irmã. Pode confiar em mim.
_Ta. Foi com o Erick_ revirou os olhos lembrando de como foi estranho.
_O Erick? Sério?_ olhou pra irmã espantada.
_É, eu era mais nova, meio burrinha. Foi muito estranho, ele com aquele aparelho_ sacudiu a cabeça pra tentar espantar a memória desastrosa.
_Nossa, eu não sabia que tinha um lance entre vocês dois.
_E não tem, agente é só amigo. Foi coisa de adolescente, nada haver.
_Se você ta dizendo_ deu de ombros.
_Não me olha assim, é verdade. Agente não tem nada um com o outro, e ele é apaixonado por aquela garota do terceiro ano.
_Eu acredito em você, só fiquei impressionada.
_Eu não sou tão esquisita quanto vocês pensam, eu sou como todo mundo.
_Eu sei maninha.

Ela abraçou a irmã e as duas riram da situação. O resto da tarde se passou tranquilamente, sem nada demais. Os garotos compraram as tintas pra pintar o quartinho, e puseram a mão na massa. Pintaram a parede do fundo de preto e as outras ficariam em azul. Depois de um dia cansativo resolveram deixar o resto pra terminar depois.

6 comentários:

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré