Translate

Perfectly - Capitulo 30 - 2° DA MARATONA



                                    Capítulo 30Dúvidas



Demi passou boa parte da manhã em seu quarto descansando, então como quem não quer nada ela abriu seu guarda roupa e vestiu uma das suas roupas antigas... Uma calça folgada e uma blusa de manga... Prendeu os cabelos e pos sua boina favorita, sorriu pra si mesma na frente do espelho achando aquilo natural. Ficou assim até que Joe pulou da sacada e apareceu no quarto sorridente.

_Érr... O que se ta fazendo?_ ele perguntou.
_Nada.
_Porque você ta vestida assim?
_Só tava relembrando os velhos tempos.
_Você não ta pensando em... Voltar a se vestir assim né?
_E se eu estivesse Joe... Isso mudaria alguma coisa? Você deixaria de me mar por causa disso?

Ele fitou a menina de cima a baixo... Era estranho vê-la assim, parecendo um homem, mais por mais que fosse estranho seu coração não parava de bater forte ao olhá-la.

_Não... Não mudaria_ ele garantiu_ mais...
_Mais... Ia ser estranho pra você né?
_Eu não ligo.
_Sei.

Ele ignorou a cara que ela fez e se sentou na beira da cama...

_Vim te convidar pra ir almoçar lá em casa hoje.
_Por quê?
_Queria te apresentar pros meus pais.
_Eu conheço seus pais.
_Queria te apresentar como minha namorada_ ele revirou os olhos.
_Acho que sua mãe não vai ficar muito contente com isso... Ela não vai muito com a minha cara.
_Vai por mim... Ela vai adorar saber que eu larguei da Taylor.
_Não sei se é uma boa ideia e...
_Você vai e ponto... Passo aqui depois_ ele levantou da cama e deu um rápido beijo nela.
_Mais...
Ela não pode terminar... Ele já havia pulado de volta ao seu quarto e sumido de vista. Ela voltou a se olhar no espelho, dessa vez mais nervosa que antes... Algo lhe dizia que isso não ia dar certo.

Enquanto isso Nick estava em seu quarto jogado na cama... Seus pensamentos todos confusos. Então sentiu o telefone vibrar em seu bolso, pegou e viu a foto de Miley na tela. Mais estranhamente ele não teve vontade de atender e ficou mais confuso que antes... Sempre que ela ligava sentia seu coração acelerar e agora ele apenas desejava sumir. Largou o telefone sobre a cama e saiu de casa apressado, pra pegar um ar. Andou até uma praça que tinha perto de casa... Que ele adorava ir quando queria ficar só... Quase voltou quando viu Selena sentada ali, parecendo triste. Mais então resolveu se aproximar e sentou ao lado dela.

_Pensando na vida?_ ele perguntou a fazendo despertar de seus pensamentos.
_O que você faz aqui?
_Eu é que devia perguntar isso... Eu sempre venho aqui quando quero ficar só.
_Eu não agüentava mais os interrogatórios da minha mãe sobre o passeio e então vim pegar um ar.
_É... Eu estou me preparando pra voltar a trabalhar com meu pai... Minha folga terminou_ ele forçou um sorriso.
Agora deu um suspiro pesado... Achando aquilo estranho. Estar ali com ele não era mais tão natural quanto antes.

_Você ta chateada comigo não esta?_ perguntou observando a expressão no rosto dela.
_Já disse que não.
_Eu nã entendo então... Por que...
_Porque não consigo tirar aquele beijo da cabeça_ ela o interrompeu, sussurrando as palavras_ O que eu faço?

Ele a fitou atentamente e teve vontade de sorrir ao ouví-la dizer aquilo, mais não o fez.

_Também não consigo esquecer_ confessou_ Talvez...

Ele foi se aproximando dela devagar, sem tirar seus olhos dos dela... Sentia sua respiração bater em seu rosto. Seus lábios estavam quase se tocando quando ela de repente se levantou do banco assustada...
_O que você ta fazendo?
_Eu pensei que...
_Não pense nada_ disse irritada_ Não podemos fazer isso.
_E porque não? Se você quer e eu também_ ele disse agoniado.
_Não posso magoar a Miley assim.
_Selena... A Miley não tem nada haver com isso e...
_Tem tudo haver... Ela te ama. E você a ama também não é?
Ele não respondeu.
_Não é Nick?_ ela insistiu.
_Eu pensei que sim... Mais agora eu vejo que não.

Ela lhe lançou um olhar de desespero... O que tinha feito?

_Selena eu...
_Não fala mais nada... Fica longe de mim.
_Mais...
_FICA LONGE DE MIM_ gritou.

Ela deixou uma lagrima rolar por seu lindo rosto e então saiu correndo de volta pra casa. Tinha que tirar aquilo da cabeça, ela nunca poderia trair a amiga daquele jeito. Nick se sentou... Dessa vez no chão mesmo, e pos as mãos no rosto querendo nunca ter nascido... Estava divido. Magoar Miley, ou se magoar. Sua vida era realmente uma droga.
Na hora do almoço...

Demi se lembrou do que Joe disse... Que o fato de ela voltar a se vestir como antes não mudaria nada entre os dois. Então resolveu fazer um experimento pra acabar com suas duvidas. Na hora de se arrumar pro almoço na casa dele, usou suas roupas antigas... Uma bermuda, e uma blusa de mangas, sem esquecer é claro de sua boina. Ouviu a campainha tocar e desceu as escadas pra atender... Quando abriu a porta Joe estava parado ali.

_Não se arrumou ainda?_ ele perguntou.
_Estou pronta.
_Você vai assim?_ ele fez careta.
_Qual o problema? Você disse que o fato de eu me vestir assim não mudaria nada...
_O problema não sou eu Demi_ desconversou_ Você conhece a minha mãe... Ela vai dar um pity.
_Você disse que ela ficaria feliz quando soubesse...
_Porque você estava diferente... Se ela te vir assim vai...
_Chega ta?_ ela pediu_ Eu vou me trocar.
_Demi...
Ela não deu ouvidos... Subiu as escadas e trocou de roupa, pos um vestido, soltou os cabelos e se maquiou. Quando desceu Joe inda a esperava com um ar impaciente. Ele sorriu ao vê-la arrumada.

_Você ta linda.
_Vamos logo, por favor?_ disse seriamente.
_Você vai ficar zangada comigo? Eu já disse que...
_Agente fala disso depois ta legal? Eu quero acabar logo com isso. Vamos ou não?
_Vamos.

Então os dois foram juntos e em silencio até a casa ao lado. Quando Joe entrou em casa de mãos dadas com a Demi, sua mãe e seu pai ficaram boquiabertos.

_Nossa Demi_ Denise disse_ Você é a namorada do Joe?
_É... Sou eu.
_Você ta... Diferente_ Paul falou admirado_ Muito bonita.
_Obrigada_ respondeu sem jeito.
O almoço por mais incrível que pareça foi bem agradável. Denise foi muito amável e simpática com Demi... Pela primeira vez em muitos anos. Mais Demi não sentia bem com aquela situação... Sentia que todo aquele amor e simpatia eram falsidade, se ela estivesse como antes teria sido expulsa dali a pontapés por todos... Pelo Joe inclusive, pensou tristemente.

_E ai... Como foi o almoço?_ Dall perguntou quando a irmã entrou em casa.
_Foi bom_ respondeu cabisbaixa.
_O que você tem Demi?
_Sei lá Dall... Eu sinto que tudo que eu to vivendo é uma grande mentira sabe?
_Como assim?
_Denise foi tão simpática comigo.
_E isso é ruim?
_É... Se eu ainda fosse à esquisitona ela nem olharia na minha cara.
_Ah... Já entendi. Você ta doida pra voltar a ser como antes mais tem medo que Joe e os outros voltem a te ignorar né?
_Ta tão obvio assim?_ fez careta.
_Se o Joe te ama de verdade... O que eu acho que sim. Isso não vai mudar em nada o relacionamento de vocês.
_Eu tenho medo Dall... Mais to cansada de ficar fingindo ser alguém que eu não sou.
_Olha... Faz o que você acha que é melhor pra você. Oque te deixa feliz.
_Eu vou ver o que posso fazer... Depois agente se fala_ se levantou do sofá.
_Ai... Eu resolvi contar hoje sobre minha gravidez... Os pais do Kevin vão jantar aqui.
_Boa sorte.

Foi só que disse, então subiu e se trancou em seu quarto.

2 comentários:

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré