Translate

Forever Mine - Capitulo 18

Capítulo 18


Bem, acabou que o Sterling não veio sentar com agente, ele estava com pressa... Eu dei graças a Deus claro.
Nós nos divertimos o resto da noite, e eu resolvi fazer o que o Kevin disse e dar um pouco mais de tempo, eu não gostava disso mais eu podia esperar, qualquer coisa pra ver a Demi bem.
No fim da noite, fomos levar o pessoal em suas casas... A Demi ficou por ultimo.
Kevin e Nick ficaram esperando no carro enquanto eu a acompanhava até a porta, só entrei pra poder me despedir.

_Então... Eu adorei a noite, foi muito divertido_ Demi disse sorrindo.
_Que bom que gostou_ eu sorri também.
_Joe... Você ta bem?_ ela perguntou_ você ta estranho a noite toda.
_Não é nada_ dei de ombros_ impressão sua.
_Eu te conheço, sei que tem algo errado_ droga, porque ela tinha que me conhecer tão bem?_ o que aconteceu?

Eu não queria dizer o que estava me incomodando e aborrecê-la, Kevin estava certo, estávamos indo muito bem, pra que estragar isso com minha pressa e pessimismo? Então desconversei.

_Não é nada Demi, eu to bem_ abri meu melhor sorriso_ acho melhor eu ir, esta tarde.
_Esse seu sorriso não me engana Joseph, vamos eu sou sua amiga... Me fala o que esta acontecendo_ ela ordenou.
Eu suspirei, não dava pra enrolar a Demi... Que droga.
_É só que... Eu vi você conversando com o Sterling hoje_ confessei_ estava tão alegre, a vontade e... Eu percebi que isso não acontece quando estamos juntos, você fica desconfortável.
_Joe...
_Eu só queria poder fazer alguma coisa pra mudar isso_ eu disse_ eu me sinto um idiota quando eu to com você Demi, eu me sinto mal, com medo de fazer algo que te magoe... Eu não queria que as coisas fossem assim... Eu estraguei tudo.
_Joe, não é verdade... Não é sua culpa_ ela bufou_ o problema sou eu... Você esta indo bem, não fez nada errado.

_Eu existo, é isso que esta errado_ revirei os olhos irritado.
_Oh, por favor, não fale isso_ ela me abraçou_ isso não é verdade... Nós vamos superar isso, eu só preciso de mais tempo.
_Não estou te culpando Demi, eu no seu lugar também te me odiaria_ resmunguei.
_Mais eu não te odeio_ ela sussurrou.
_Não? Pois eu sim_ suspirei.
_Para Joe, por favor_ ela pediu.

Ela me abraçou mais apertado, eu a envolvi em meus braços lembrando de quando fazer isso era simples natural... Era com respirar, agora só nos deixava desconfortáveis.
Quando ela finalmente me soltou e eu olhei em seus olhos, aquela sensação voltou... Apesar de tudo que eu fiz com ela, ela ainda se preocupava comigo e tinha medo de me magoar, eu não merecia alguém assim. Não sei o que me deu, mais de repente eu estava segurando seu rosto delicado entre minhas mãos e então seus lábios estavam nos meus.
Eu havia me esquecido de como era boa à sensação de ter os seus lábios nos meus, a sua língua brincando com a minha... Meu coração disparou dentro do peito e eu não conseguia pensar em mais nada... Nem nas conseqüências do que eu estava fazendo.
Meio que involuntariamente eu puxei seu corpo pra mais perto do meu... Ela não fez nada, só correspondeu ao meu beijo, parecia tão entorpecida quanto eu.
Só me afastei alguns minutos depois quando me faltou o ar... E foi só quando olhei dentro dos olhos dela que percebi a besteira que eu tinha acabado de fazer... Ela estava assustada, me olhando de um jeito que eu preferia ter evitado.

_Érr... Demi, eu... Me desculpa_ eu gaguejei também de olhos arregalados sem conseguir acreditar no tamanho da minha burrice.
_Ta... Tudo bem_ ela sussurrou, mais sua expressão dizia outra coisa.
_Não, não ta tudo bem_ eu disse apressado_ eu não sei por que fiz isso... Me desculpa.
_Você não precisa se desculpa Joe_ ela parecia mais séria agora_ ta tudo bem, não foi nada.
_É claro que foi, eu sou um idiota... Demi me perdoa_ eu insisti.

_Eu já falei que ta tudo bem_ ela tentou me acalmar_ foi só um beijo, eu não vou morrer por causa disso.

Porque ela estava sendo legal comigo? Eu não merecia... Eu tinha acabado de estragar tudo, eu era tão idiota... Eu já disse que me odeio? Mais ela parecia realmente bem, sua expressão tinha voltado ao normal e ela parecia calma... Bem mais que eu, que me esqueci como fazer pra respirar.

_Acho melhor eu ir embora_ ficar olhando pra ela não fazia eu me sentir menos idiota.
_Tudo bem_ ela deu um leve sorriso_ até amanhã.

Eu não disse mais nada, só dei as costas a ela e sai pela porta o mais depressa que consegui... Entrei no carro, batendo a porta com força e escondi o rosto nas mãos... Eu não precisei olhar pra saber que meus irmãos estavam me encarando esperando que eu dissesse alguma coisa.

_Eu sou um idiota_ murmurei sem olhar pra eles.
_Como foi que chegou a essa brilhante conclusão?_ Nick perguntou e parecia divertido, ele ainda estava zangado comigo.
_Eu a beijei_ sussurrei com voz de espanto.
_Você o que?_ o Kevin quase gritou com o susto.
_Eu a beijei... Eu não sei o que me deu... Eu simplesmente fiz_ confessei_ eu sou um idiota... Alguém me mata por favor?
_E como foi que ela reagiu?_ Nick quis saber_ Joe, eu juro que se ela...
_Ela reagiu bem idiota, ela sorriu pra mim e disse que tava tudo bem o que fez eu me sentir pior_ resmunguei.
_Ela não ficou com raiva? Não enlouqueceu nem nada?_ Kevin pareceu não acreditar.
_Vamos pra casa por favor?_ eu pedi_ eu quero me jogar na minha cama e morrer.

Eles viram que eu estava realmente mal com a situação e resolveram não comentar mais nada, e o pior de tudo é que eu não sabia ao certo porque estava mal... Se era por medo de ter magoado ela, de novo, ou pelo que eu senti quando a beijei.

Demi Narrando

Assim que a porta se fechou, eu me escorei nela e deixei meu corpo deslizar até o chão... Senti como se de repente o mundo tivesse desabado na minha cabeça sem eu nem perceber como. Engraçado, eu havia acabado de perceber uma coisa... Eu passei todo esse tempo dizendo a mim mesma que eu estava bem, que eu estava superando, que aos poucos estava conseguindo esquecer o Joe. Besteira total... No momento que nossos lábios se tocaram eu percebi que o meu amor por ela só estava mais forte.
Eu estava divida em um dilema... O da felicidade por ter ganhado um beijo do homem que eu amo, e a tristeza profunda por saber que ele não me amava... Foi um impulso que não se repetiria.
As lágrimas vieram, mais fortes do que eu pensei ser possível... Eu disse a ele que estava bem e eu sorri mesmo com vontade de chorar, mais era mentira... Ele conseguiu com um simples beijo derrubar todas as minhas defesas, que demorei tanto tempo pra por de pé... O que eu faria agora?
Meu telefone começou a tocar... Fiz uma força pra clarear minha mente e atendê-lo, tentando parecer bem.

_Alô?_ minha voz saiu fraca e sem emoção.
_Oi Demi, é a Sel... Só liguei pra dizer que cheguei em casa e adorei a noite... Tipo, foi incrível, obrigado pelo convite_ sorri.
_Que bom_ eu respondi tão baixo que não tive certeza que ela pode escutar.
_Demi você ta bem?_ ela perguntou preocupada.
_Não_ respondi sem pensar... Eu estava tão cansada de mentir.
_Estou indo prai agora_ ela disse apressada.


Não tive tempo de protestar, a ligação caiu... Talvez fosse realmente melhor se eu tivesse alguém pra conversar.
Mais só o que eu pensava agora era que meu mundo estava desabando de novo bem em cima da minha cabeça... Como ele podia fazer isso comigo? Será que ele realmente não via o que isso significava pra mim?
Era ruim a sensação de perder a sanidade aos poucos... Eu ia ficar louca.

4 comentários:

  1. Ta perfeito , :3
    Quem dera se fosse assim na vida real :)

    ResponderExcluir
  2. hello
    sei q é chato pedir,mas divulga pra mim???
    e se possivel le e comenta
    ps: A-M-O seu blog tipo DIVO
    link:jemi-in-our-hearts.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. awn obrigado por ler eu leio o seu blogger e é muito DIVO :D

      Excluir

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré