Translate

Forever Mine - Capitulo 12



Capítulo 12


Quando acordei no dia seguinte tomei um baita susto... Eu pretendia sair cedo e ir ao estúdio continuar as gravações que foram interrompidas, mais quando olhei pela janela vi que não seria possível. Tinha milhares de repórteres do lado de fora esperando pra me pegar... Eu entrei em pânico... O que diabos ele faziam na porta da minha casa desse jeito?

_Mãe, o que ta acontecendo?_ eu perguntei um tanto espantada.
_Eles viram a matéria que esta passando na TV, em todos os canais_ ela disse e ligou a TV_ quando ia me contar isso em?

Eu olhei pra TV e não acreditei quando vi... Era o Joe me pedindo desculpas, as mesmas palavras bonitas que eu ouvira ontem e que me fizeram chorar. Alguém tinha pego a gravação e colocado na TV... Droga, droga... Era só o que me faltava.

_Todos os canais?_ fiz careta.
_Todos_ ela me assegurou_ quando foi isso Demi?
_Ontem_ forcei um sorriso_ ele me pediu desculpas e eu aceitei... Acho que esqueci de comentar.
_Ah você acha não é?_ ela me fuzilou com os olhos.
_Isso não devia estar na TV_ resmunguei_ eu vou matar quem fez isso.
_Quero só ver como vamos nos livrar desses repórteres_ ela revirou os olhos_ eu mereço.
_Desculpa mãe_ fiz bico.
_Tudo bem_ ela suspirou_ não foi sua culpa... Mais se descobrir quem fez isso... Me avise.

Ela saiu do meu quarto e eu fiquei lá feito uma pateta sem acreditar... Eles tinham que ter usado isso pra ganhar publicidade. Era pra ser um momento meu e do Joe, ninguém precisava saber... Sei que os fãs iam ficar felizes porque estávamos bem de novo, mais eu não queria tumulto na minha porta e muito menos ter que me explicar pra ninguém... Era o fim.

_Nossa, que horror_ ouvi alguém resmungar e quando me virei Miley entrava no quarto.
_Mi, o que ta fazendo aqui?_ perguntei.
_E você ainda pergunta?_ ela revirou os olhos_ quase não passei pelos repórteres mais fiz questão de vir aqui.

Ótimo, eu tava ferrada... Ia ter que explicar tudo pra Miley.

_Pelo visto você assistiu a TV hoje né?_ fiz careta.
_Pois é... As noticias estavam interessantes_ ela sorriu ironicamente_ pode me explicar o que foi aquilo?
_Você viu bem Miley, não tem muito oque dizer_ dei de ombros.
_Demi_ ela se sentou do meu lado na cama_ sabe que eu não me emociono fácil... Mais juro que chorei quando vi ele te pedindo desculpas, Jesus, o que foi aquilo? Eu não sabia que o Joe era tão... Tão...
_Incrível?_ completei a frase com um suspiro.
_Não era bem essa a palavra que eu pretendia usar mais... É_ ela deu de ombros_ me conta.
_Não tem o que contar... Você viu_ fiz bico.
_Eu quero saber se você ta bem, o que aconteceu depois que saíram do estúdio? DETALHES FOFA... DETALHES.

Detalhes, detalhes... A cara de expectativa da Miley era uma graça, e a verdade é que minha língua tava coçando pra contar.

_Agente foi pra casa dele, passamos o dia juntos_ eu murmurei.
_Jura? E o que houve?_ ela me encarou com os olhos brilhando.
_Nada, agente viu filme, comeu pipoca... Rimos, e ele me tratou de um jeito tão fofo... Tinha que ver como olhava pra mim_ suspirei feito uma pateta.
_Demi, você num acha que...
_Não Miley_ a interrompi_ sim, eu ainda gosto dele e não, não tenho esperanças... Eu vou superar... Não vou abrir mão da amizade dele por isso, eu tenho que aprender, tenho que esquecer. Ele me pediu desculpas, eu aceitei... Agora vamos seguir em frente.

Joe Narrando

Quando eu vi aquela noticia na TV quase surtei... Não era pra ter sido assim, não era pra ninguém saber.
Aquele momento era pra ter sido meu e da Demi, eu não queria estragar tudo como aconteceu da ultima vez, com a mídia em cima, os fãs enlouquecidos, eu só queria um tempo em paz com a minha melhor amiga... Infelizmente não ia ser fácil.
Eu queria falar com a Demi, dizer a ela que não fiz aquilo de propósito... Eu não sabia que aquilo ia parar na TV, mais até onde eu sabia tinha um bando de repórteres na casa dela, igual na minha. Então eu tive uma ideia... Consegui sair escondido da minha casa, e arrumei um disfarce, fazia um tempo que eu não fazia isso.
Vesti-me de entregador de pizza... Senti-me um pouco ridículo fazendo isso, mais quando parei em frente à casa da Dems e vi o tumulto que estava lá percebi que era o único jeito. Passei pela multidão de repórteres morrendo de medo de ser reconhecido, puxei o boné vermelho que eu usava pra cobrir o rosto e precisei de sorte, mais consegui passar a multidão e chegar até o Frank... Ele era o segurança da casa.

_Entregador de Pizza_ eu murmurei ainda olhando pra baixo.
_Ninguém aqui pediu pizza_ ele respondeu sério.
_Pediram sim, foi esse o endereço... Eu tenho que fazer a entrega_ falei.
_Já disse que ninguém aqui pediu pizza... Ninguém aqui faz nada sem eu saber_ Maldito seja Frank e sua profissionalidade.
_Se eu não fizer a entrega vou ser demitido_ insisti.
_Como vou saber que você não é um desses repórteres querendo me tapear?_ ele questionou.
_Porque sou eu_ olhei pra cima e levantei um pouco o boné_ até ontem eu era cantor e não fofoqueiro.
_OH Joe_ ele sorriu.
_Shh, ninguém pode saber que eu to aqui, me deixa entrar Frank_ pedi.
_Claro_ ele me deu passagem_ entregue a pizza.
_Fico te devendo essa amigão_ sorri pra ele.

Eu consegui entrar e ele voltou a tampar a passagem, impedindo os repórteres de entrar... Cheguei à porta e bati com impaciência, querendo entrar antes que descobrissem o meu péssimo disfarce. Foi à própria Demi que abriu a porta.

_Pizza_ eu estiquei a mão com a caixa de pizza ainda de cabeça baixa.
_Ninguém aqui pediu pizza_ ela disse confusa.
_Então não vai me deixar entrar?_ eu ergui o rosto e sorri pra ela.
_Joe o que esta fazendo aqui?_ ela segurou meu braço e me puxou pra dentro, me fazendo tropeçar e quase ir ao chão.
_Oh calma ai, eu vim te ver_ expliquei tentando me recompor.
_Ta louco, alguém podia ter reconhecido você_ ela disse.
_Eu tinha que correr o risco_ dei de ombros_ eu vi a noticia na TV... Eu juro que não tive nada haver com isso.
_Eu sei_ ela disse sorrindo.
_Sabe?_ ergui a sobrancelha.
_E porque eu pensaria o contrário?_ ela pareceu confusa.
_Sei lá, é que... Talvez você pensasse que eu fiz de propósito, sei que ando com o IBOP meio baixo_ fiz careta.
_Não se preocupe, eu sei que você não faria isso Joe, relaxa_ ela pediu_ te dei uma segunda chance lembra? Resolvi confiar em você.
_Obrigada_ sorri pra ela, perdendo-me no seu olhar carinhoso.

Só depois de um minuto olhei pra trás e só ai vi a Miley parada bem ali me encarando de braços cruzados... Nem tinha percebido sua presença e bem... Ela não era minha fã numero um de uns tempos pra cá... Na verdade ela me dava um pouco de medo.

_Oi Miley_ abri um sorriso meio sem graça.
_Oi Joe_ ela respondeu séria.
_Não vai pular no meu pescoço vai?_ perguntei.
_Porque eu faria isso?_ ela questionou.
_Você não gosta muito de mim e... O jeito que você esta me olhando esta me dando arrepios, será que da pra parar?_ fiz careta.
_Desculpe_ ela riu_ não vou machucar você, não dessa vez... Ganhou uns pontos comigo pelas desculpas que pediu a Dems.
_É bom saber_ eu disse sem jeito.

Ficou um silencio estranho entre nós, o tumulto lá fora era grande e não ia ser fácil nos livrar deles... Não foi assim que eu planejei.

_Desculpa me meter na conversa_ à mãe da Demi disse_ mais os repórteres vão achar estranho se o cara da pizza entrar e não sair mais, vocês não acham?
_Eu não tinha pensado nisso_ fiz careta_ droga.
_O que fazemos agora então?_ Demi perguntou.

De repente ela e a mão começaram a encarar a Miley que olhava pela janela distraída... Ela se virou e as três se fitara em silencio.

_Porque estão olhando pra mim?_ ela perguntou.
_Você não disse que estava de saída?_ Daiana disse.
_Vocês não acham que eu... Ah vocês acham sim_ ela revirou os olhos.

Bom, no fim das contas as duas fizeram a Miley vestir meu disfarce de cara da Pizza... Ela prendeu o cabelo, o escondendo sob o boné e pos a jaqueta, segurando a caixa. Ela ficou muito engraçada.

_Você vai me dever muito por isso Jonas_ ela avisou.
_Obrigada Miles_ sorri pra ela.
_O que eu não faço por vocês_ ela resmungou zangada.

Então ela saiu no meu lugar e nós ficamos rindo a vendo passar pela multidão de repórteres reclamando da vida... Foi realmente muito engraçado e eu teria de dar um jeito de agradecer a ela depois.

_Quero ver como eu vou fazer pra sair daqui depois_ franzi o cenho.
_Agente pensa nisso mais tarde_ Demi disse_ sei que minha mãe vai pensar em algo... Não é mãe?
Nós nos viramos pra olhar e a mãe da Dems tinha sumido... Nossa o.O
_Porque ela sempre faz isso?_ Demi perguntou espantada e eu apenas ri.

Ficamos rindo juntos durante um tempinho, a mãe da Demi era legal... Ela entendia o conceito de privacidade, diferente de certas pessoas que eu conhecia. Era por isso que eu gostava dela.

Demi Narrando

Eu realmente não esperava receber a visita de Joe aquele dia, não com todo aquele tumulto lá fora... Mais enquanto riamos eu notei que ele estava usando nossa pulseira da amizade... Eu parei de rir e fiquei olhando pro braço dele.

_Você ainda tem isso?_ perguntei surpresa.
_Porque não teria?_ ele questionou_ eu já estava usando ela há uns dias, não me viu com ela ontem?
_Não tinha reparado_ dei de ombros.
_Ta tudo bem Demis?_ Joe perguntou parecendo preocupado.
_Ta sim_ afirmei e segurei sua mão_ vem comigo.

Eu o arrastei comigo até meu quarto... Quando cheguei lá, abri a gaveta da minha cabeceira e tirei de dentro uma caixinha que estava ali. Era engraçado, fora a única lembrança dele que eu não consegui jogar fora. Eu pus a caixinha na mão dele que me olhou confuso.

_O que é isso?_ ele perguntou.
_A única lembrança sua que eu guardei_ confessei.
_Como assim?_ ele não havia entendido.
_Quando eu sai da reabilitação, uma das primeiras coisas que fiz foi queimar tudo que me lembrava você... Isso foi a única coisa que eu não joguei fora_ expliquei.
_Você queimou nossas lembranças?_ ele pareceu não acreditar.
_Eu precisei fazer_ disse esperando que ele entendesse.

Ele não disse nada, só abriu a caixinha e viu dentro a minha pulseira da amizade... Igual a que ele estava usando.
Ele a encarou por um minuto, depois tirou da caixa e sem dizer nada a colocou em meu braço, sorrindo pra mim.

_Eu entendo_ ele me garantiu_ vamos fazer novas lembranças agora... Lembranças que não magoem você... Eu prometo.

Ele acariciou o meu rosto e depois veio me abraçar apertado... Era o que eu queria... Começar de novo, do zero, refazer nossa história, transformá-la em algo bom e bonito, algo que não doesse. Até agora estávamos indo bem e eu sentia que íamos conseguir até o fim.

Joe Narrando

Eu e Demi estávamos sentados na cama dela, eu rodava em minha mão a caixinha onde ela guardava a pulseira da amizade que agora estava em seu braço. Ela me dissera que foi a única lembrança minha que ela guardou, aquilo me incomodou um pouco, mais eu entendia o lado dela, entendia que foi preciso e afinal de contas... Foi minha culpa.

_Então... Você queimou tudo?_ eu perguntei_ as fotos, os presentes... O álbum?
Ela abaixou a cabeça envergonhada_ Sim, eu sinto muito... Naquele dia me pareceu uma boa ideia.
_Tudo bem_ eu sorri de lado.
_Não, você ta chateado_ ela comentou escorando a cabeça em meu ombro.
_É que... Era a nossa história_ dei de ombros_ e você queimou tudo... Me faz pensar que... Algumas coisas são impossíveis de se recuperar, quer dizer... Nunca mais vamos ter aquilo de novo.
_Joe... O que importa são as lembranças que guardamos aqui_ ela pos a mão no meu coração_ eram só fotos, objetos... O mais importante eu guardei, que é a nossa amizade e a confiança que reconstruímos aos poucos.
_É exatamente isso_ eu expliquei_ não estou chateado porque queimou os objetos, é só que tenho medo que...
_Que oque?_ ela me fitou séria.
_Que se arrependa da chance que me deu_ confessei.

Assim como ela queimara aquelas coisas pra tentar superar, ela também podia simplesmente pensar duas vezes e ver que me dar uma chance não foi uma boa ideia... Podia simplesmente me tirar da sua vida de novo, e eu não ia suportar isso.

_Joe, isso não vai acontecer_ ela sorriu pra mim_ não vamos deixar que aconteça certo?
_Certo_ concordei_ eu não vou deixar que aconteça de novo.
Eu larguei a caixinha em cima da cama e me levantei, me virando pra ela.
_Parece que estou preso aqui por enquanto_ falei_ o que vamos fazer?
_Eu não sei, o que você quer fazer?_ ela perguntou.
_Podia me mostrar uma das suas músicas novas_ eu sugeri_ já ouviu uma minha.
_Não, é surpresa_ ela disse rindo.
_Poxa_ fiz bico_ estou com saudade de quando você cantava pra mim.
_Eu tenho algumas composições perdidas por aqui, só uns rabiscos... Quer ouvir?
_Claro_ eu disse animado.

Ela se levantou e foi pegar o violão e uma pasta com algumas partituras e letras de músicas... Eu sabia onde ela guardava, aparentemente isso não tinha mudado. Ela deixava dentro do guarda roupa, numa pasta cor de rosa, escrito... My songs.
Ela então voltou a mim e se sentou do meu lado na cama.

_Me deixa ver se encontro algo que preste aqui pra você ouvir_ ela comentou enquanto remexia nos papéis.
Quando ela virou uma das páginas uma folha caiu no chão, eu me abaixei pra pegar.
_O que é isso?_ perguntei.
_Não isso não_ ela levantou tentando tirar o papel da minha mão_ me da Joe, não lê.
_Hey, calma ai, o que te aqui que não posso ver?_ eu disse rindo.

Me virei de costas pra ela pra impedir que pegasse o papel da minha mão, e comecei a ler... Depois de um minuto ela desistiu de tentar arrancá-lo de mim e só esperou enquanto eu via os rabiscos na folha.

       

2 comentários:

  1. posta
    logo
    100senhor
    ta
    pft
    demais

    ResponderExcluir
  2. POSTA MAIS,
    SERIO
    TA MUITO BOA,
    <3 POSTA LOGO LINDA

    ResponderExcluir

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré